Farmácias e drogarias também de Goiás já estão autorizadas a vacinar usuários em seus estabelecimentos. A regra passou a valer ontem (28), com a publicação, no Diário Oficial da União, da Resolução nº 197/2017 da Anvisa. O documento esclarece as unidades interessadas no serviço e traz as normas para adequação de ambientes, procedimentos e profissionais, visando a obtenção das autorizações para vacinar pessoas.

Um dos requisitos é o de possuir, no estabelecimento, sala especial com o aparato para aplicar medicamentos de imunização. Obrigatória também é a presença de profissional habilitado ao manuseio e aplicação das vacinas. A Anvisa determina, ainda, que farmácias e drogarias com serviço de vacinação mantenham em local visível o Calendário Nacional de Vacinação do SUS.

Presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de Goiás (Sincofarma-GO), João Aguiar Neto analisa a novidade como forma de democratizar o acesso dos usuários aos serviços de vacinação. “Ampliar a quantidade de locais onde o produto é encontrado assegura que a população brasileira terá mais opções para se proteger das doenças”, diz.

O normativo da Anvisa resulta de decisão da Diretoria Colegiada do órgão de permitir a qualquer estabelecimento de saúde, incluindo farmácias e drogarias, efetuar atividade de vacinação. A agência tornou público seu posicionamento em nota publicada no último dia 12 de dezembro.